|Especialista| - Fonoaudiologia - nova especialidade no blog!!!

Nosso blog conta a partir de hoje com mais uma especialista que estará colaborando com seus conhecimentos trazendo textos relevantes do universo da fonoaudiologia para nos informar e sanar eventuais dúvidas!
Nesse primeiro texto ela explicará o que é a fonoaudiologia, suas áreas de atuação, quando a criança deverá ser indicada a avaliação fonoaudiológica...
Com vocês Adriana Salomão a nossa especialista!

Fonte Imagem: Google
A fonoaudiologia é a profissão que atua na pesquisa, prevenção, avaliação e terapia nas áreas da comunicação oral, escrita, voz e audição. Hoje o fonoaudiólogo atua em hospitais, clínicas, empresas, consultórios, escolas, instituições, posto de saúde, entre outros.

As áreas relacionadas à fonoaudiologia são a Otorrinolaringologia, Neurologia, Fisioterapia, Pediatria, Ortodontia, Psicologia, Pedagogia/ Educadores, entre outros. A importância do trabalho multidisciplinar é fundamental, integrando a fonoaudiologia com outros profissionais, tanto na área da saúde quanto na área da educação, para que assim se possa obter um resultado mais eficaz no tratamento, proporcionando uma melhor qualidade de vida ao indivíduo.

Tem por objetivo realizar testagens fonoaudiológicas, que visam acompanhar e/ou diagnosticar possíveis alterações, encaminhar, quando necessário, para avaliações específicas, intervir habilitando ou reabilitando nas alterações de voz, fala, audição e linguagem, realizar palestras e/ou encontros com objetivo de orientar e prevenir alterações fonoaudiológicas, orientar equipes de empresas, através de reuniões, sobre as questões relacionadas a fonoaudiologia, orientar os pais e/ou responsáveis, através de reuniões individuais ou em grupo. 

A criança deverá ser indicada para uma avaliação fonoaudiológica quando apresentar os seguintes sintomas:
  • Troca de letras na fala, leitura e/ou escrita;
  • Dificuldade na articulação de palavras;
  • Dificuldade no aprendizado escolar;
  • Dificuldade de atenção, concentração e memória;
  • Atraso no desenvolvimento da fala;
  • Respiração pela boca;
  • Alterações ortodônticas;
  • Dificuldade auditiva;
  • Ansiedade ou tensão na fala (gagueira);
  • Comprometimento neurológico;
  • Rouquidão;
  • Outros.
No próximo post falaremos da importância da amamentação e alimentação adequada no desenvolvimento infantil. Até lá...

drisalomao@oi.com.br

Deixe seu comentário!

Comentários
0 Comentários