|Especialista| - Infertilidade Masculina!!!

Ainda em homenagem ao dia dos pais nosso post de hoje é a colaboração da nossa querida Dra Maria Cecília Erthal sobre infertilidade masculina.
Esperamos que seja útil e ajudem os casais que sonham em ter filhos a encontrar o caminho dessa viagem maravilhosa que é a maternidade/paternidade!

Fonte Imagem: Google
O tema infertilidade assombra muitos casais – aproximadamente um em cada cinco são inférteis. A doença abrange tanto homens quanto mulheres, em proporções iguais (40% para cada um) ou uma combinação de ambos (20%), e as causas podem ser hormonais, genéticas, infecciosas ou, ainda, fatores externos, como estresse, hábitos saudáveis e alimentares etc.

Hoje listaremos as principais causas da infertilidade em homens.






Varicocele é uma doença causada pela herança genética. Ela provoca a dilatação das veias que drenam o sangue dos testículos, devido a uma disfunção no sistema circulatório. A má circulação sanguínea provoca aumento na temperatura da bolsa testicular e pode causar a diminuição do saco escrotal, comprometendo a qualidade do sêmen.

Infecções – as mais conhecidas são a clamídia e gonorreia, que comprometem diretamente o sistema reprodutivo dos homens e são sexualmente transmitidas. Geralmente atingem a uretra e podem afetar também testículos e próstata, por exemplo. O tratamento deve envolver o casal.

Profissões – Pedreiro, engenheiro, químico e pintor. Essas são algumas profissões que trabalham em ambientes adversos à saúde reprodutiva por estarem em contato com substâncias químicas, altas temperaturas, radiação, solventes orgânicos etc. Um acompanhamento clínico para verificar a qualidade do sêmen é aconselhado.

Hábitos saudáveismanter hábitos saudáveis pode ajudar na qualidade do sêmen. O consumo de álcool e tabaco pode comprometer o deslocamento e concentração dos espermatozóides. Além disso, usar computadores portáteis no colo pode aumentar a temperatura dos testículos, prejudicando o sêmen.

Traumas qualquer abalo físico que envolva os testículos ou a via seminal pode gerar anticorpos que combatem os espermatozóides. O resultado é uma alteração no comportamento do sêmen.

Azoospermia – é a ausência de espermatozóide no sêmen. Cerca de 20% dos homens inférteis são azoospérmicos. As principais causas são falência dos testículos ou ausência (leia-se também bloqueio) dos vasos encarregados de levar os gametas masculinos ao meio externo.

Ejaculação retrógradadurante o orgasmo, o sêmen é lançado pela uretra para fora do corpo. Na ejaculação retrógrada, esse conteúdo é levado para a bexiga. Na diminuição ou ausência de esperma no momento do orgasmo, um exame de urina é feito após a ejaculação para diagnosticar se há espermatozóides.

Dra. Maria Cecília Erthal é especialista em reprodução humana e diretora médica do Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or

Deixe seu comentário!

Comentários
0 Comentários