|Enxoval| - 6 dicas para escolher a Babá eletrônica!!!

Olá pessoal, mil desculpas pelo sumiço mas minha Ana Luiza ficou doente, com febre muito alta que não cedia, uma tosse insistente e várias infecções recorrentes, até descobrirmos a causa fiquei praticamente sem tempo para me dedicar ao blog. Agora, graças a Deus, ela foi diagnosticada e melhorou bastante! Aparentemente ela tem adenóide (o que explica as infecções respiratórias recorrentes) e uma bronquite leve (o que explica a tosse insistente), estamos em tratamento, um tanto chatinho pois requer inalação umas 5 vezes por dia e lavagem no nariz umas outras cinco. Ufa! Mas estamos sobrevivendo e já já com a melhora desse tempo acredito que ela ficará 0 Km!
Bom, vamos ao que interessa, o nosso post!
Hoje vou falar de babá eletrônica, um item quase que indispensável na lista de enxoval das mamães e papais. Sim, é um item para as mamães e papais pois ela traz uma tranquilidade extra sobre a segurança de nossos babys!

Fonte Imagem: Google
A melhor babá eletrônica é aquela que se adequa às suas necessidades! 
Se você tem uma pessoa que dorme diariamente no quarto do bebê não é necessário adquirir uma babá eletrônica com câmera de vídeo, por exemplo.

O QUE LEVAR EM CONTA NA ESCOLHA DA BABÁ ELETRÔNICA:


  1. Bateria - opção de funcionar com baterias em caso de viagens frequentes ou na falta de energia elétrica. O ideal é que tanto o receptor quanto o transmissor tenham pilhas. As que possuem pilha apenas no receptor alertam os pais com barulho na falta de energia elétrica.
  2. Bases wireless - você pode levar com você para qualquer  lugar da casa.
  3. Canais de Transmissão – Dê preferência às que tenham dois ou mais canais de transmissão para diminuir a possibilidade de interferência. Se você mora em um prédio com muitos andares é provável que outra pessoa também tenha uma babá eletrônica, por isso é importante ter mais canais. Algumas babás eletrônicas operam em diversos canais e se encontrar algum sendo usado ela troca automaticamente para um outro canal livre. Prefira as de transmissão digital.
  4. Alcance – Se sua casa é muito grande ou tem dois andares é importante investir na babá eletrônica com maior alcance, que transmite em distâncias maiores.
  5. Comunicação - se você quer uma ou duas unidades para escutar, se você quer se comunicar com o bebê sem ir até o quarto. Alguns modelos tem a opção “2-way”, ou seja, você pode falar e o bebê ouvir também (particularmente, eu adooooro esse recurso!) 
  6. Voltagem – alguns modelos não são bivolt. Isso é importante em viagens onde o local tem voltagem diferente.

A babá eletrônica é algo que pode ser útil não por meses mas por anos, então é um investimento que merece ser bem pensado!
E, embora os especilialistas sejam categóricos em afirmar que sim, iremos escutar nossos filhos em qualquer momento pois criamos uma audição seletiva, esse aparelhinho é muito útil em dar-nos uma tranquilidade a mais!

Até o próximos posts...
Bjs

6 Comentários
Comentários
  1. Para mim, a babá eletrônica é fundamental mesmo!!! Ainda que eu tenha babá que more comigo, não dipsenso de jeito nenhum, pois, além de ouvir, posso ver exatamente o que o meu bebê está fazendo ou porque ela o tirou do berço etc. É uma tranquilidade, mas, também , um vício...tanto que quando viajo sem meu filho, sinto falta da tela, tamanha a loucura da pessoa...rsrsrsrsrsrsrs

    ResponderExcluir
  2. Debora adorei o seu blog! Achei bem interessante seu projeto!
    Estou lendo alguns posts!
    Parabéns!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Obrigada Aline por seguir nosso blog! Ele é feito com muito carinho e prazer em ajudar as mamães e futuras mamães! Continue nos acompanhando e postando seus comentários... Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi Myriam! É verdade, a babá eletrônica as vezes se torna um vício mas o que importa é termos tranquilidade em saber que nossos babys estão em segurança! Acho que a loucura faz parte da maternidade, não é mesmo? rsrsrs Continue nos acompanhando e postando seus comentários! beijos

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir