|Gravidez| A importância do DHA para o desenvolvimento cerebral infantil durante a gestação e amamentação!!!

Você já ouviu falar no DHA? Pois é, até bem pouco tempo atrás eu tb não! Fala-se sobre o DHA na área médica há cerca de 10 anos, ou seja, a descoberta é recente e o assunto ainda divide opiniões.

Na última terça feira participei de um evento, à convite da Mead Jonhson Nitrition, sobre o papel dos neuronutrientes, em especial do DHA, para o adequado desenvolvimento do cérebro. O evento contou com a presença do pediatra Dr. Marcelo Reibscheid  (pai de Bruno e Theo) e da atriz Giovanna Antonelli (mãe de Pietro e das gêmeas Antônia e Sofia).

Imagem Divulgação

O DHA (ácido docosa-hexaenóico ) é um ácido graxo do tipo omega 3 vital para o desenvolvimento e manutenção da saúde e que é encontrado no leite materno (rico em DHA e colina), em peixes de água fria como o salmão, o arenque, a anchova, o atum e a sardinha, em sementes como a linhaça e na gema do ovo e atua diretamente na proteção das células nervosas.

De acordo com o Dr. Marcelo Reibscheid “Na alimentação, a importância do DHA para o desenvolvimento neurológico acontece principalmente devido aos processos de mielinização e sinaptogênese”. “A mielina aumenta em 80 vezes a transmissão das informações e ajuda nas sinapses e na formação das redes neurais. O DHA é chave para esses processos”.

Portanto, é de extrema relevância a ingestão de DHA durante a gravidez (assim como o ácido fólico) já que a formação do cérebro do bebê se dá na fase uterina. O tubo neural, estrutura que vai dar origem ao cérebro do bebê, é formado nas primeiras semanas de gestação (entre 18 e 24 dias) e por volta da décima semana, são produzidos ali cerca de 250 mil neurônios por minuto. É um período único chamado de “janela de oportunidade", onde os órgãos vitais do bebê estão se formando. O DHA é enviado através da placenta estimulando o cérebro do bebê com maior e melhor quantidade de sinapses e favorecendo uma mielinização mais adequada.



Como é quase impossível alcançar a ingestão adequada do nutriente através da alimentação, já existem cápsulas de ômega 3 com registro na Anvisa, desenvolvidas especialmente para as gestantes.
E quanto mais estudos sobre o tema vêm sendo publicados, mais entidades confirmam a eficácia da ingestão de DHA na gestação e nos primeiros anos de vida das crianças, tanto que a Sociedade Brasileira de Pediatria e a Associação Brasileira de Nutrologia já recomendam a suplementação, embora ainda haja resistência de alguns médicos na sua prescrição.

De acordo com o Dr. Marcelo “os neuronutrientes são importantes em todas as fases, principalmente durante os primeiros cinco anos de vida, pois é quando se forma 85% do cérebro”. “Os anos de ouro do desenvolvimento de qualquer pessoa acontece até os cinco anos”, reforça ele.

É preciso ressaltar que o processo de desenvolvimento cerebral não depende somente dos neuronutrientes, mas de um tripé formado pela genética, meio ambiente — estímulos que a criança recebe — e alimentação.


10 Comentários
Comentários
  1. um assunto que também não conhecia
    obrigada por compartilhar algo
    tão importante
    mais um incentivo ao aleitamento
    materno que tem se perdido
    infelizmente

    linda semana bjs

    http://sermamaepelasegundavez.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. já conhecia sobre o assunto, na minha segunda gestação cuidei isso bastante.

    ResponderExcluir
  3. Achei legal a ressalva da alimentação e também de que apenas com ela nao atingimos os niveis esperados.
    beijao
    Lele
    www.eueleeascriancas.com.br

    ResponderExcluir
  4. Não recebi a recomendação de suplementação na gestação. Mas assim como a Lele, acho importante considerarem que não depende só disso, né?
    Bjs
    Fabi - Mulher & Mãe
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
  5. Ficou muito bom o post. Cheio de informações bem relevantes. Amanhã eu vou na minha nutricionista e vou tirar umas dúvidas. Quando eu fizer o meu post vou linkar o seu lá, tá?
    Uma ótima semana pra vocês
    beijos
    Chris
    Inventando com a Mamãe
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
  6. Eu já conhecia, durante a minha gravidez e amamentação tomei suplementos. Tive o acompanhamento do meu GO e de um homeopata. Sempre tomamos cápsulas de ômega3.
    Bjs
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
  7. Eu não conhecia, pq sou um poco natureba acredito q cada organismo absorve o que precisa dos alimentos.
    O tubo neural é formado bem no comecinho da gestação antes mesmo de se saber q está gravida, então até o acido fólico que tomamos é "sem necessidade". O que vale é uma boa alimentação bem variada e rica em nutrientes.
    Bjs
    Mari
    http://maricriando.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. ótimo post, super informativo, nem sempre recebemos essas informações durante nossa gestação!!

    beijos Mi Gobbato
    http://espacodasmamaes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Nossa que assunto polêmico e interessante.
    Parabéns pelo post.
    Bju
    Toninha
    http://www.educar-oprimeiropasso.com/
    http://toninha-ferreira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir