|Especialista| A linguagem corporal dos bebês!!!

Você já pensou como os bebês conversam? Algumas pessoas pensam que os gritinhos felizes, ou o choro são a forma primordial de comunicação dos bebês. Engana-se quem pensa assim...

Os bebês falam através do corpo!

E quem fala sobre a linguagem corporal dos bebês com a gente hoje é a nossa especialista em Shantala, a querida Denise Gurgel.

Fonte Imagem: Google
Os bebês conversam através de cada movimento e com isso sempre dizem alguma coisa. É por isso que no começo é tão difícil ler o que o bebê está querendo dizer, nós somos mais verbais e os pequenos corporais. Então, percebemos que o bebê reage muito mais àquilo que sente e percebe através da pele. 

Por isso o colo é tão importante para o desenvolvimento e comunicação do bebê!

Os bebês falam com o corpo e sentem tudo através dele também. É por isso que quando os pais estão tensos o bebê reflete essa tensão. A forma como o pegamos diz muito para ele e aquele colinho tranquilo na hora da cólica faz toda a diferença para a crise passar logo.

É lindo ver o bebê mexendo as perninhas e os bracinhos. Um corpinho tão delicado que diz muito para nós.

O tato é o primeiro órgão do sentido a se formar intra útero. Com tantos estímulos na pele na barriga da mãe, está explicado o fato de o bebê preferir o colo do que o berço frio. E tem coisa melhor do que colo? Essencial para a vida!

O bebê procura o tempo todo esse contato, o estímulo constante na pele que recebeu durante a gestação. Embalar, aninhar, acariciar, massagear o bebê é de extrema importância para estimular a pele, o funcionamento do organismo e mais ainda, entender os movimentos do seu pequeno.

Através do corpo o bebê expressará seus sentimentos e necessidades e a partir do momento que o bebê é compreendido torna-se mais próxima à solução. O choro só vem depois que não entendemos os movimentos do corpo.

Hora da massagem!

Costumo dizer aos pais que a hora da Shantala é um momento especial para entender como os bebês se comunicam. Massageando o filhote os pais se colocam em inteira atenção ao bebê e percebem melhor o seu corpinho e como eles se movimentam.

Um dia, num curso, o pai disse que sabia quando o seu bebê de um mês estava bravo porque ele abria os dedinhos do pé e quando estava tranquilo os dedos do pé ficavam juntinhos. Durante o curso bateu aquela fome e o bebê chorou. Dito e feito, vi tudo isso acontecer como o pai falou! O pai consegue identificar o que está acontecendo com o filhote e isso é o máximo!


Então, mãos na massa hoje! Ligue o aquecedor, tire a roupinha do seu bebê, estimule e conheça o corpo do seu pequeno e o ajude a se conhecer também!

Denise Gurgel é fisoterapeuta materno infantil especialista em shantala

12 Comentários
Comentários
  1. Adoro a Denise e amo essas dicas......adorei o post...bjusss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado Dri! A Denise é mesmo uma fofa!
      Beijo

      Excluir
  2. Eu tinha muito medo de tirar a roupinha de Heitor, medo de se resfriar. Mas sei que o contato é uma forma de amor!
    Bjos
    Tatty
    http://diariomaedeprimeiraviagemtatty.blogspot.com.br/2013/07/nova-parceria-phisalia-tra-la-la.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mãe de primeira viagem é assim mesmo Tatty! :)
      Beijo

      Excluir
  3. Adoro massagem e os pequenos também!!
    O Nanni pede para fazer massagem no pé pra ele dormir. Ele dis que lá tem o botão do sono kkkkk
    E agora que eles são grandinhos brincamos muito de cocegas e de ataque de beijo da mãe, em q beijo eles interinhos!! Eles amam!! Chegam a aprontar e fazer fofurice só pra ganhar o ataque kkkk
    Timar banho junto também é uma forma de contato delicioso!! Praticamos muito isso por aki!!
    Enfim o contato corporal é delicioso e faço questão de pratica lo a todo momento.
    Bjs
    Mari
    #amigacomenta
    http://maricriando.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse Nani né bobo não, hein Mari?!
      Muito bom esse contato!
      Beijo

      Excluir
  4. O corpo fala em todas as idades mas como é importante a gente entender os sinais dos nossos filhos! Adorei as dicas! bjos

    ResponderExcluir
  5. Minha filha já está grandinha, quando era bebê não consegui fazer massagem nela, ela era muito inquieta. Mas adorava um colo, isso ela teve bastante diga-se de passagem.
    Bjs
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A minha tb sempre foi agitada Sil mas mesmo assim eu insistia! hehehe
      Beijo

      Excluir
  6. Eu adorava fazer massagens no meu pequeno. Agora ele tá grandão... mas gosta de um cafuné sempre que pode... hihi
    é realmente ótimo essa técnica, ajuda a acalmar bem os pequenos!

    Beijos
    Karin

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A gente gosta tanto quanto eles mesmo Karin!
      Beijo querida

      Excluir