Categorias: , ,
Postado por Personal Bebê 0 comentários

Vacinação contra gripe prorrogada!!!

Oi pessoal! Estamos na "luta" para o lançamento do novo layout mas um problema na programação dos navegadores atrasou todo o nosso cronograma, por isso o sumiço.
 

Mas mudando de assunto, o inverno está aí e com ele as gripes, resfriados, alergias e para que nossas crianças cheguem na estação mais gostosa do ano protegidas precisamos correr e vaciná-los o quanto antes, ok?
Fonte Imagem: Google

O Ministério da Saúde prorrogou a Campanha Nacional de Vacinação até o dia 10 de Maio e além das gravidinhas, mamães até 45 dias no pós parto e dos bebês de 6 meses a dois anos devem se vacinar idosos com mais de 60 anos, indígenas, pessoas privadas de liberdade, profissionais de saúde e pessoas que possuem doenças crônicas do pulmão, coração, fígado, rim, diabetes, imunossupressão e transplantados.
O objetivo da vacinação é contribuir para a redução das complicações, internações e óbitos provocados por infecções da gripe. A vacina, protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no inverno passado (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B).
 “A vacina da influenza tem a imunidade curta, de nove a doze meses. Depois de vacinadas, as pessoas estarão protegidas a partir de 15 dias. Quem foi vacinado no ano passado, precisa tomar a dose novamente”, orienta o ministro da Saúde. Feita com o vírus inativado, a vacina é segura e a única contra indicação é para as pessoas que têm alergia severa a ovo. 
http://m.g1.globo.com/bemestar/noticia/2013/04/campanha-de-vacinacao-contra-gripe-pelo-pais-comeca-amanha.html?openGallery=true&photoIndex=2
 
Veja as respostas às dúvidas mais frequentes:
A vacina contra a gripe causa algum efeito colateral?
As vacinas influenza sazonais têm um perfil de segurança excelente e são bem toleradas. Em alguns casos podem ocorrer manifestações de dor no local da injeção ou endurecimento e surgimento de nódulo macio. Estes abscessos, geralmente, encontram-se associados à infecção secundária ou erros de técnica de aplicação.
Pessoas que não tiveram contato anterior com os antígenos – substâncias que provocam a formação de anticorpos específicos – podem apresentar mal-estar, mialgia ou febre entre 6 e 12 horas após a vacinação.
Todas estas ocorrências, por serem benignas autolimitadas, tendem a ser resolvidas em 48 horas.
Vou ficar gripado (a) após me vacinar?
Não. A vacina contra a influenza (gripe) é inativada, contendo vírus mortos, fracionados ou em subunidades não podendo, portanto, causar gripe. Quadros respiratórios simultâneos podem ocorrer sem relação causa-efeito com a vacina.
Quanto tempo leva para a vacina fazer efeito?
Em adultos saudáveis, a detecção de anticorpos protetores se dá entre 2 a 3 semanas após a vacinação e apresenta, geralmente, duração de 6 a 12 meses. O pico máximo de anticorpos ocorre após 4 a 6 semanas.
A vacina contra gripe imuniza contra resfriado?
O resfriado é diferente de gripe. A vacina não imuniza contra o resfriado, que é causado por outros vírus.
A vacina contra a gripe tem o mesmo efeito que um antigripal?
Não, a vacina previne contra a gripe e o antigripal é um medicamento para o alívio sintomático da gripe, usado para reduzir os efeitos causados pela doença.
É obrigatório apresentar a caderneta de vacinação?
Não é obrigatório apresentar a caderneta de vacinação, mas ela é necessária para atualização de outras vacinas do calendário de vacinação.
Bora para o posto de saúde mais próximo!
bj

Deixe seu comentário!

Comentários
0 Comentários