Categorias: ,
Postado por Personal Bebê 0 comentários

Antroposofia!!!

Boa tarde pessoal! Viram que legal o sorteio que estamos fazendo em parceria com a Limetree? Não percam a chance de participar, aqui tem todos os detalhes e regras do sorteio!

Há muito tempo estava querendo falar com vcs sobre a Antroposofia, que para quem não conhece é uma extensão da medicina tradicional, não uma ciência alternativa mas complementar. Busca compreender e tratar o ser humano de uma maneira ampla, além da sua individualidade, considerando a sua relação com a natureza e sua vida emocional.

Fonte Imagem: Google
A palavra ANTROPOSOFIA significa conhecimento (sofia) do homem (antro). O desenvolvimento integral do homem é estimulado considerando sua alimentação, moradia e relacionamentos, além da formação intelectual e espiritual.

Segundo Steiner, filósofo austríaco que formulou a medicina antroposófica a partir dos questionamentos de médicos que o seguiam e queriam compreender a medicina do ponto de vista espiritual, o homem tem quatro corpos, que devem estar em harmonia: o físico (material), e outros três (invisíveis) - o corpo vital, astral e o corpo espiritual. Trata-se de uma linha de pensamento que tem como objetivo promover o autoconhecimento humano integrado com a natureza.

Eu sempre fui adepta do "quanto mais natural melhor" e sempre tive pânico de anestesia, antibiótico e por aí vai... Agora imaginem eu, mãe de uma criança super, hiper, mega alérgica? Já viram né?! A cada crise de AL e idas ao médico diante de receituários de antibióticos, corticóides e tudo mais eu ficava cada dia mais maluca (rsrsrs).
Eu já tinha ouvido falar da Antroposofia e já conhecia duas pessoas que tinham se curado através de seu tratamento (uma com problemas de pele e outra com gastrite) mas com a correria do dia a dia, fui adiando levar AL até lá... Depois de um diagnóstico de bronquite um tanto quanto duvidoso e de 5 infecções em quatro meses, decidi que já tinha passado da hora de conhecer de perto esse tratamento.

O diagnóstico, a partir da medicina antroposófica, não considera apenas o quadro clínico, os sintomas, os exames físicos, os resultados laboratoriais e de imagem, mas toda a história de vida do paciente, o que permite um diagnóstico mais profundo e individualizado. Os medicamentos são produzidos em farmácias antroposóficas a partir de substâncias da própria natureza (minerais, vegetais ou animais). Os medicamentos alopáticos (antibióticos, corticóides...) são utilizados somente em casos emergenciais onde não há tempo suficiente nem forças do indivíduo para promover o equilíbrio.

Segundo a medicina convencional a alergia é uma reação exacerbada do ser humano ao alérgeno (aquilo que causa alergia) já segundo as medicinas integrativas (nela se inclui a antroposofia) o alérgeno não é o causador da alergia, ele somente provoca, desencadeia. A alergia é uma resposta exacerbada a alguma coisa, que pode ser um alérgeno (poeira, ácaro...) mas pode ser também um sentimento, muitas vezes o desencadeante de uma alergia não é uma substância mas um fator pscicológico, emocional.

E a pediatria antroposófica visa a prevenção, reconhecendo e tratando os desequilíbrios antes de virarem doença. Tem também como objetivo orientar os pais a lidarem e manterem a saúde de seus filhos através de brincadeiras, estímulos sensoriais, ritmo de vida, medidas pedagógicas e alimentares.

Vale a pena pesquisar e se render (o quanto antes) a essa modalidade de medicina que visa tratar o indivíduo e não a doença! Depois que iniciamos o tratamento antroposófico com a AL ela já teve uma melhora clara, está dormindo melhor e só teve uma crise em três meses. Essa semana retornaremos à médica para avaliação e depois conto mais para vcs, ok?!

Espero que tenham gostado!
Beijos

Deixe seu comentário!

Comentários
0 Comentários