|Dica de Produto| - Etiquetas!!!

Fonte Imagem: Google

Olá pessoal!!! Hoje nosso post é sobre etiquetas e a importância delas para o enxoval dos pequenos.
Quando fui fazer a mala da maternidade descobri que tinha que identificar os saquinhos com as roupas que seriam usadas nos primeiros dias então peguei uma etiqueta branca e escrevi de caneta rosa "primeiro dia", "segundo dia"... mas quando as enfermeiras foram retirar os saquinhos da mala as etiquetas já tinham descolado e estavam todas emboladas, ou seja, de nada adiantou a identificação!!!
Quando Ana Luiza começou a frequentar clube e parquinhos descobri que teria que etiquetar os seus brinquedos se não quisesse perdê-los e logo depois me vi tendo que etiquetar seus perteneces para a escolinha, foi aí que descobri a Kid Factory, uma empresa que faz etiquetas personalizadas para qualquer utensílio.
As etiquetas são à prova d'água e resistentes ao calor, então podemos colocá-las em mamadeiras, copos, estojos, lancheiras, livros, baldinhos e pazinhas.
E ainda tem as etiquetas para a materniade e para roupas que depois de aplicadas passam a fazer parte da roupa e não tem como tirar, por isso fica como identificação e é ótimo para não perder o agasalho na escola.
Então fica aí a dica!!!

P.S: Quem fizer comentários aqui no blog (em qualquer postagem) até 10/02 concorrerá ao sorteio de um kit de etiquetas kid factory. Não percam a chance, comentem!!!






10 Comentários
Comentários
  1. Assisti hoje a sua entrevista no programa da Leda Nagle. Adorei a sua ideia!
    Vou procurar seus conselhos quando vier a engravidar isso daqui a alguns anos! hahahaha

    Muito sucesso! e um bjo para a Ana Luiza!

    ResponderExcluir
  2. olà Débora estou entrando no sétimo mês e como você serei mãe de primeira viagem e também me sinto perdida na hora de preparar o enxoval, ouvi suas dica no programa da Leda e amei conhecer seu blog. Não sabia dessa de ter que etiquetar as coisas da bebê na maternidade,valeu sua dica e tantas outras no seu blog,parabéns, continue nos ajudando. Minha bebê nascerá em abril e se chama Maria Luiza bjks para vc e para sua Ana Luiza.
    Rosana
    rolimalopes@hotmail.com

    ResponderExcluir
  3. Tais taisnunhez@yahoo.com.brquarta-feira, fevereiro 02, 2011

    Oi Débora assisti hoje sua entrevista e achei muito legal tua idéia, é mesmo muito necessário esta ajuda. Meu filho entrou na escola e eu estava com problemas para identificar suas coisas, mas vi sua dica das etiquetas muito legal e prática. Onde encontro essas etiquetas?
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  4. Oi,Débora.
    Assisti sua entrevista,que foi muito interessante.Procuro estar informada,pois quero um bebê para breve.
    Além das etiquetas,você sabe onde encontro as fraldas ecológicas de pano?Moro no Rio de Janeiro e ainda não consegui encontrar em nenhuma loja,só na internet.
    Obrigada.
    Patty

    ResponderExcluir
  5. Oi,Débora.
    Assisti sua entrevista,que foi muito interessante.Procuro estar informada,pois quero um bebê para breve.
    Além das etiquetas,você sabe onde encontro as fraldas ecológicas de pano?Moro no Rio de Janeiro e ainda não consegui encontrar em nenhuma loja,só na internet.
    Obrigada.
    Patty
    patrirodri@bol.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá, Débora , sou Fabiana tenho uma bebê de 1 mês e meio e estou amamentando, fico muito atenta com a minha alimentação pois minha pequena tem tido muita cólica, você tem dicas do que se pode ou não comer? quais os maiores vilões das cólicas nos bebês?
    Obrigado
    Forte abraço
    Fabiana
    farodriguesg@gmail.com

    ResponderExcluir
  7. Estou com quatro meses de gestação. Já pensei em várias coisas que vou precisar, mas nunca imaginei que precisaria das etiquetas... É claro que é fundamental, meu Deus! Valeu a dica!! Adorei!!

    ResponderExcluir
  8. adorei essa dica das etiquetas... vou usa-la
    danielacarvalhodeavila@hotmail.com

    ResponderExcluir
  9. Olá Fabiana que bom que você se preocupa com a sua alimentação, pois isso é fundamental no período da amamentação, pois os alimentos que você consome continua refletindo na alimentação no seu bebê.
    Em relação as cólicas é muito comum após o nascimento, e costuma desaparecer do 5° ao 6° mês do bebê.
    Às vezes a cólica é uma reação a determinado nutriente que entra na alimentação da mãe. Ingredientes ricos em ferro ou a proteína do leite ingerido pela mãe (chocolates, queijos, carnes em excesso etc...) podem provocar essa reação.
    As mães devem evitar, também, alimentos que são considerados flatulentos, como por exemplo: feijão, brócolis, ovos, cebola, repolho, couve-flor, couve e rabanete. Bebidas gasosas, refrigerantes, bebidas alcoolicas também devem ser evitados enquanto estiver amamentando pois as cólicas podem ficar mais intensas.
    O mais importante é que a mãe preste atenção em sua alimentação e como o bebê esta reagindo a ela. Se ele está sentindo muita cólica, pense qual alimento pode estar causando isso e evite durante uma ou duas semanas. Observe o que acontece.
    A mamãe ficar nervosa com as cólicas pode agravar ainda mais o problema, já que a criança sente toda a insegurança e a ansiedade dos pais, e eles reagem com mais cólicas e consequentemente e mais choros.


    Beijinhos!!!!


    Aline Nascimento
    Nutricionista & Personal Diet

    ResponderExcluir
  10. oii,dindinha estou amando essa sua idéia da estiquetas !!!!amei o blog!!!

    ResponderExcluir